sábado, 25 de abril de 2009

Princess' night-suit

Sentada na cama, com a cabeça encostada na janela, pensando em você, mais uma vez... Estou dentro desse pijama ridículo, aquele que eu sempre te disse que odiava, fazendo você rir, dizendo que eu ficava uma princesinha nele. A única coisa que me impedia de jogá-lo dentro da lata de lixo de uma vez por todas.
Me recordo das milhares de vezes que me convenceu a não fazer, ou fazer algo. Quando você me via sentada na sua frente, mexendo freneticamente o canudo do meu Milk-shake, você levantava, vinha sentar-se do meu lado, e quando eu contava o que estava na minha cabeça, você simplesmente me abraçava, e fazia algum comentário impróprio sobre alguma pessoa ao nosso redor. Quando você ia comigo até em casa, e eu achava que teria que voltar pra realidade, com as minhas preocupações, você me dava um beijo na testa, e me dizia que caminho seguir.
Lutei contra tudo o que me mantinha ali, e levantei. Peguei aquele casaco preto que você me deu no meu ultimo aniversário e coloquei por cima do pijama. Calcei um par de pantufas verdes, e sai correndo.

Alem do vento frio batendo no meu rosto, eu podia sentir o mundo desabando atrás de mim enquanto eu corria pelas ruas. Virei varias esquinas, corri por várias ruas, esbarrei em várias pessoas, até para em frente a um conhecido prédio. Empurrei a porta principal, que como sempre estava aberta, e entrei na primeira porta a esquerda, que assim como a outra estava destrancada.
Caminhei tomando cuidado pra não esbarrar em nada, nem fazer nenhum barulho, fui até a ultima porta do corredor, e empurrei a com delicadeza. Você estava ali, deitado na cama, com tudo espalhado em volta, como sempre. Fui até a ponta da cama, e engatinhei até estar do seu lado. Você acordou, e eu me esforcei pra dar o melhor sorriso que eu conseguia, que você retribuiu, sentando do meu lado, e fazendo sinal pra que eu escorregasse para o seu colo, o que eu fiz.
Com a cabeça enfiada no seu peito quente, escutando a sua respiração, sabia que tudo estava bem. Respirei fundo, e sussurrei as três palavras: “Eu te amo.”

26 comentários:

narinha. disse...

nossa amei o texto, bem profundo, romantico *-*

visite meu blog mr :*

oultimoromance disse...

ai ai.. é sempre muito bom vir aqui e ler teus "escritos".. Achei um máximo a camisola ;)
Boa semana querida!!
Beijão, Bruna

றιkąeℓℓy Rocha disse...

Liindo,liindo.

Mas muito romântico... tento correr fora de coisas romântiicas mais elas me perseguem.Mas tá muito inspirador.

Bejim*

Mìíka

CaHanson disse...

amiga, você ja deve saber o que ja nao é novidade, que eu amo vir aqui e ler esses seus textos super lindos e aqui basicamente agora eu quero te agradecer por tá sempre lá no meu blog com os melhores comentarios possiveis, amo você e obrigada amiga que nunca me abandona ! *-*

Rodrigo Octávio disse...

Lady Gaga e The White Tie Affair!!!
Completo vício [2] *o*
Perfeitos :D
Lindo o texto aliás :)
mt bom ^^

"Sofi@" disse...

POr vezes temos pessoas à nossa volta, que nos são tao importantes, e por algum motivo, nos notamos a sua verdadeira importância em nossa vida:D
Amei o texto:]
Beijo

Cléo disse...

Gata, que lindo texto, que lindo blog!

humm, como é gostoso quando a gente tem alguém que nos espera assim de peito aberto e bem quentinho.rs


um prazer... Beijos

Cléo

(www.madeincleo.wordpress.com)

B. disse...

QUE ISSO, CARA! Lindo, lindo mesmo. Seus textos me arrepiam. Parabéns, Yas, sério. São perfeitos! E o meu texto que foi pra Capricho é um que eu entrevisto o amor :D

Isa disse...

Não sei se já te falei isso, porque tem inúmeras coisas que eu gosto no que você escreve; mas, uma delas, é que conforme eu vou lendo, eu vou vendo tudo acontecer, tudo é muito nítido .. já pensou em fazer cinema?

considere! :)

Bruna disse...

oh my god que texto lindo *-*
muito romantico ^^
e já pensou em fazer cinema?[2]
vc leva jeito ^^

Lara disse...

Que lindo teexto!
Mas quem é ele? O pai? Ou o namorado?
Alguém que ela ama.
beijos

Ana Paula disse...

*_*
Eu queria esse texto na minha vida!^^

May disse...

No final sempre dá certo *-* Que texto lindo.

julia cesino disse...

imaginei meu pai :]

Aquela tal de brito disse...

YAAS e seus textos que encantam e dominam a mente de uma pessoa, como seeeeeeeempre seu texto está fantastico :D

ps: é importante avisar que eu mudei o enderesso do blog, antes era : www.velhashistorias.blogspot.com AGORA passou a ser: www.menina-voluvel.blogspot.com

beeeeijos;*

m frank. disse...

ow Yaas.. pensei q ia ser melhor viajar, respirar novos ares. mas não, piorou :S

seus textos são belos né! :D

Varda disse...

Uau,ficou incrível!!

;*

Lannes disse...

christ, :\ que doçura de história. Consegui imaginar as cenas direitinho. Cineasta com certeza no futuro jae ein '-'
bjx menine :*

Jillian disse...

bah guria, nem preciso dizer o quanto AMO seus textos putamerda falo mesmo.
Que delícia esse tipo amor bobo e inocente. E um final tão 'aconchegante' riri. Tô esperando o próximo post meudeud :o
beeijos :*

darsh. disse...

que texto mais lindo moça :)

Tay disse...

Lindo o texto!! *-*

que bom que gostou do meu blog garota!

Ah, o layout eu pego nesse site aqui: http://alliebrownslayouts.blogspot.com/

beijooo

Camis disse...

Lindo.
Parabéns, você escreve muito bem...
Adorei o texto, a gente praticamente sente o texto.

Vou visitar com freqüência. ;]

=*

Camis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Yasmin disse...

texto lindo, ah se fosse assim todas as vezes, e se todas tivessem essa coragem, mas no momento não tenho que me queixar, adorei o texto
:)

Mari disse...

Romântico demais!
Adorei!
Super bem escrito!
parabéns!

Thalita Prates,15 disse...

noossa ameii seu texto queriida , supeer lidoo ! tah de parabens .
bjinhos.