domingo, 19 de julho de 2009

The last day [Parte final]

Já havia começado a escurecer. Estávamos os dois deitados no jardim em frente a minha casa. Ele havia me obrigado a voltar antes que escurecesse, usando o argumento de que se eu não queria me preocupar com o amanhã, ele ainda queria acordar em algum lugar a onde ele soubesseo caminho de volta para casa.
Estávamos olhando as estrelas. Não havia nada de demais nisso, mais sabia que ele estava se contendo pra continuar com o silêncio, sabendo que eu não me incomodava de ter um pouco de tempo pra pensar nas coisas que aconteciam.
- No que esta pensando? –Ele perguntou me dando uma cutucada no obro.
- Em como dizer tchau...
- Achei que já tivesse cuidado disso. Sabe como é, escrevendo as cartas, das quais você já me disse um milhão de vezes pra mim não esquecer de entregar para cada um. –Ele disse sorrindo. Eu realmente havia dito mais de mil vezes pra ele fazer isso.
- Já cuidei. Mais ainda estou aqui... –Me virei olhando para o rosto dele. Ele havia virado para olhar meu rosto também.
- Não entendi.
- Não há uma carta pra você lá dentro. –Disse vendo o sorriso no rosto dele sumir. Isso me fazia sentir um tanto quanto culpada. –Não sabia como... Dizer tudo isso. Sentia que não podia simplesmente escrever, como fiz com todos os outros. Precisava fazer isso de verdade. –Ele agora olhava para as estrelas novamente.
- Esta tentando me dizer o do por que eu? Quer dizer... Hoje.
- É. –Suspirei esperando que ele se virasse para mim. Ele não virou. – Com você é diferente. Quando pensava que não iria mais te ver, como pensava que você ia reagir, não ficava apenas aquele nó no estomago. Ficava um vazio. Sinto que não tive tempo o suficiente pra fazer tudo àquilo que eu queria fazer, que não aproveitei meu tempo com você direito.
Ele ficou um pouco em silêncio. E pela primeira vez, senti que ele precisava ficar quieto. Me sentei, fingindo não reparar em como sua expressão mudava enquanto ele ia mudando de opnião. Até que ele parou. – O que faria, você sabe, senão tivesse nada a temer. Agora?
- Como um ultimo ato antes de partir? –Perguntei, estremecendo enquanto via ele encolher com a palavra partir, e concordar com a cabeça. –Não sei. O que você faria?
Ele suspirou enquanto se sentava, sem tirar os olhos dos meus. Ele abriu um sorriso, sabendo o quanto aquilo era importante. E antes que eu pudesse sussurrar um muito abrigada, ele se aproximou mais e encostou seus lábios nos meus.
- Sentirei sua falta. –Sussurrei enquanto ele desviava seus lábios para a minha testa. Ele ficou quieto por um tempo, e então me puxou mais para perto, num abraço.
- Também sentirei sua falta, como já sinto. Eu te amo.
- Eu também te amo. – Disse fechando os olhos, e sentindo o perfume dele descer quente pela minha garganta uma última vez enquanto ele sussurrava, agora parecendo ao longe: - O silêncio nunca mais vai parecer tão agradável sem você.


~ Olá ^^
Ae, então, o fim. Espero realmente que vocês curtam, por que a parte mais dificil de escrever foi o fim ._. me perguntaram esses dias o de por que ela estava no seu ultimo dia. Bom, isso fica pela conta da imaginação de cada um, o que importa é que é o ultimo dia :B Não sei se vou poder postar muita coisa com frequencia por que estou tentando escrever um livro :x (sim, as pessoas me convencem com facilidade). Mais já tenho o próximo post pronto!
Ainda estou de férias, como pelo jeito maioria das pessoas, por causa da gripe, então vou provavelmente me encarregar de responder todos os coments o mais rápido possivel.
Lov U guys

Beeeeijos :*

14 comentários:

Mayara disse...

aiin kii bom q vc decidiu fazer isso escrever o livroo...
fiquei muito feliiz...

vou ficar anciosa p ler-lo... :D

ameei aultima parte...
a parte do beijo com o beijo na testa me lembrou um pouco Edward Cullen e me fez lembrar de momentos maravilhosos q sei q não voltaram maiis...

PARABÉNS...
seu final n poderia ter sido melhoor...

bju

Tay disse...

que linda que ficou a ultima parte da história! *-*
adorei mesmo!

que legal que você tá escrevendo um livro!! já tô curiosa pra ler... xD

beijo :**

Fer.Luiza disse...

Meuu Deuss vc tem o dom de me fazer chorar , linda história

vivi disse...

nossa, que perfeito *--*' Escrevendo um livro? Oba :3 kkkk' me avisa pra eu pegar um autógrafo quando você publicar hein. Tá lindo demais essa história.

Carolzinha disse...

- Quee lindo, tão fofo :)

Tem selo pra você, Beijo.

Ana Paula disse...

Nossa...Que fofo isso moça.
Gostei mesmo dessa parte da história e desse fim.
E que legal vc estar tentando escrever um livro. Botei fé. *_*

Bella! disse...

"O silêncio nunca mais vai parecer tão agradável sem você." Meus olhos começaram a lacrimejar, juro. Que lindo, cara :~ Li tudinho, desde a parte 1. Como você escreve bem!

pirofagia disse...

apreciadores do silêncio.
amo

Menin@ disse...

*-*
Quase chorei... *---*
E, cara, já sou fã dos seus livros! hahaha
Beijão,
:*

Menin@ disse...

Ahh é..
Selinho pra você ;)

Lara disse...

Não tive férias prolongadas por causa da gripe. Só lí a última parte, mas amei, fiquei emocionada. Quero ver o seu livro, se quiser opnião pode perguntar.
Tem selinho pra você lá no blog.
beijos

matheus disse...

tu realmente escreve mto bem

NiNah disse...

Ah! Moça, de jizuiz!
Isso ficou mara!
Adorei. Sério.
Qdo publicar compro. Certeza!
Beijas

Mayara disse...

own amore...

esse negocioo chamado vidaa... é assim mesmo :/

uma dica p seu livro... pq vc num faz justamente sobre seus ultimos postes masprolonga mais um pouco tipo contando a historia da ultima semana de vida sei la :D

boa sorte...

bju