quinta-feira, 8 de abril de 2010

Cold

Era uma noite fria, como todas as outras. Eu era apenas um toco e de pessoa, enfiada com delicadeza dentro de mil e um casacos. O rosto vermelho de calor, as mãos roxas de frio e os pés espremidos dentro de um par de tênis e duas meias.
Abri a porta devagar, na ponta dos pés, tentando não fazer barulho. As luzes todas apagadas, tudo em silêncio. O único barulho vinha da lenha estalando na lareira acesa na sala, da qual eu apenas podia ver o fraco brilho que ela emanava nos outros quartos.
Tirei os tênis, e deslizei silenciosamente só de meia até a sala. No sofá virado de frente para a lareira, podia ver a sombra de alguém. Provavelmente dormindo, como sempre, com o notebook em cima das pernas, vencido pela cansaço. Deslizei até ele, empurrei o notebook pra fora do seu colo e ali me aninhei.

Eram assim, todos os finais do dia. Em algum lugar.

8 comentários:

Bruna Bianconi disse...

Que bonitinho :)

Borblady disse...

:O adorei o post , tao doce, tao profundo .

m frank. disse...

que lindo yaas. como sempre né :)

beijo.

m frank. disse...

yaas :O vc não me tem na sua lista de blogs :( snif.

Alexandre Fernandes disse...

História que aconchega.
Doce, singela e com muito amor.

Gostei Yaas.
Beiju
=)

vivian disse...

que maneiro, gostei (:
Se no início do post o personagem não tivesse dizendo que estava dentro de mil e um casacos eu juraria que era um gatinho rsrsrs'
:*

Camis disse...

Que liiindo!

Jess disse...

pow, muito legal este post! vc escreve muitooo bem.
Parabéns!!!