sexta-feira, 30 de julho de 2010

I can't see the end

O pior de tudo? Acho que no momento são esses litros de águas salgadas que estão pesando de mim, e não conseguem sair pelos meus olhos. A dor de um órgão latente (porque ele não é nada mais que isso, a partir de hoje) dilacerado novamente, não foi nada comparado com a tontura e a perda de chão da descrença.
Fé de criança nas mãos de adultos, conheçe? A garota que acreditou em você, novamente, novamente, novamente, se viu novamente com uma mentira em meio a suas mãos. Mentira vinda daquela pessoa que ela desde o primeiro momento achou que seria a salvação, o melhor, o diferente. Você só se tornou pior.
E o pior de tudo, sim, o pior de tudo, é saber o motivo do mar dentro de mim continuar ali, sem demonstrar nenhuma vontade de escapar. Isso porque, fé de criança, sabe como é: ainda acredito que tem salvação!

~ é, faz tempo que eu parei de escrever, mais tempo ainda que eu não escrevo nada maior que uma palavra. Ta ai, um texto ruim, escrito diretamente em uma caixa de texto marrom, ao som de um coração quebrado e risadas de desespero. Hope not to dream today.

6 comentários:

Vicky Doretto disse...

É claro que ainda tem salvação!
*Seu texto não está ruim, está sensivel e profundo. As coisas vão melhorar, believe it.

bjão =^.^=

m frank. disse...

VOOOOCE! Que saudade :')

m frank. disse...

minha flor :)
faça o que lhe convém, mas não nos abandone. ficaremos sem seus belos textos? e não escreva apenas quando tiver mal... a alegria também nos proporciona inspiração! =D

faça o seguinte, me mande seu orkut? huahuhauahua

beijo, linda.

Miika Rocha disse...

Comeceii a lhe aompanhar moçaa,ótiimo Blog
BjOs

Fernanda Natália disse...

Ooi, adorei o texto. Já tive essa sensação.

Beijos.

maybe disse...

I'm appreciate your writing skill.Please keep on working hard.^^